Micotoxinas, segurança e desperdício alimentar!

 

Os fungos contaminam frutas, frutos secos, cereais, leite, especiarias e produtos derivados. Crescem na superfície e também invadem os alimentosembora por vezes o sejam visíveis olho nu. Algumas espécies de fungos produzem metabólitos secundários, como as micotoxinas, prejudiciais a humanos e animais.

 

As micotoxinas são incolores, inodoras e maioria delas são termo-estáveis. Algumas micotoxinas são consideradas pela Agência Internacional de Pesquisa sobre o Cancro (IARC) como os elementos carcinogénicos mais fortes elementos. As micotoxinas causam intoxicações agudas ou crónicas, dependendo da quantidade consumida e do seu tipo. Além de cancro, podem afetar os sistemas digestivo, nervoso e imunológico.

 

Pelo seu elevado risco, a presenca de micotoxinas está regulamentada em muitos países. Causam grandes perdas económicas devido à rejeição de possíveis alimentos contaminados. Na União Europeia, estão regulamentados limites máximos, assim como quais os métodos de medição e de amostragem para a quantificacao de micotoxinas em alimentos (ECs 1881/2006 e 401/2006). Em Outubro (2020), apenas, o Sistema Europeu de Alerta Rápido para Alimentos e Rações (RASFF), emitiu 38 alertas relacionados com micotoxinas.

 

A formação de micotoxinas nos alimentos pode ocorrer quer durante a pré– e pós-colheita, produção ou  durante o armazenamento por isso, os alimentos precisam ser armazenados adequadamente, de forma segura. As boas práticas agrícolas, as boas práticas de fabrico e a Alise de Perigos e de Controlo de Pontos Críticos (HACCP) são importantes para o controlo e minimização da contaminação dos alimentos por micotoxinas.

 

O consumidor necessita de reduzir a exposição às micotoxinas logo, é importante observar que algo “natural" não é automaticamente seguro. Os alimentos danificados e descoloridos devem ser descartados. Os alimentos devem ser armazenados seguindo as instruções do produtor. Convém evitar insectos, humidade e calor, já que prevenir o crescimento dos fungos é uma forma de prevenir a produção de micotoxinas.

 

 

 

 

Alicia Rodríguez Sixtos Higuera

Doutoramento na área do Ambiente e Agroalimentar

Add Your Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Top