Dicas de planeamento alimentar para evitar o desperdício (Parte I)

Reduzir o desperdício alimentar pode ser algo bem simples, como comprar menos produtos alimentares semanalmente, porque sabemos que já temos a despensa suficientemente cheia com alimentos a granel (por exemplo), tornando as nossas idas às compras mais eficientes e não um momento de compra abrupta e sem sentido. Mas também pode ser uma boa estratégia fazer um planeamento semanal de refeições.
 
Planear refeições não serve apenas para melhorar a nossa alimentação como ser individual e tentar ser – minimamente – mais saudável. É uma estratégia válida para evitar o desperdício de alimentos.
 
O que fazemos no planeamento de refeições é, pura e simplesmente, preparar com antecedência a alimentação da semana que se avizinha, de forma a:
– economizar dinheiro e tempo perdido na cozinha;
– reduzir a fadiga associada à decisão “o que é que vou comer hoje?”;
– incentivar a preparar novas receitas e/ou a variar a alimentação;
– dar liberdade para fazer outras atividades que nos dão prazer durante a semana.
 
O entrave aqui é quando associamos o planeamento de refeições com uma tarefa rígida que envolve motivação e foco.
 
E se eu disser que não é preciso nada disso?
 
Mais uma vez, basta pôr de parte a mentalidade do “tudo ou nada” e do perfeccionismo, aprendendo técnicas e dicas para facilitar todo o processo.
 
Nunca é demais relembrar que é preciso prática para tornar todo este processo algo fluído, mas, tal como tudo na vida, o importante é começar e treinar este novo hábito até se tornar algo quase natural.
 
No próximo artigo irei mencionar 6 dicas para economizarem tempo e energia na cozinha e também para evitar o desperdício.
 
Até breve!
 
 

 

 

 

Isabel Pedroso Silva

Nutricionista registada na Ordem dos Nutricionistas (3836N)/ Registered nutritionist in Nutritionists Order (3836N)

Instagram: @isabelpedrososilva

Add Your Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Top