Técnicas de produção agrícola sustentáveis

As técnicas de produção agrícola sustentáveis são aquelas que proporcionam alimentos agrícolas seguros, nutritivos, acessíveis e cuja produção respeita o equilíbrio dos ecossistemas.

São várias as técnicas utilizadas para garantir a produção sustentável de produtos agrícolas, tais como:

. Cultivo de produtos locais de boa qualidade e que possam ser conservados no período pós-colheita;

. Rotação plurianual de culturas, que consiste na sucessão ordenada de culturas numa mesma parcela, ao longo dos anos;

. Utilização de leguminosas, consociações de espécies e adubação verde, ao longo da rotação plurianual;

. Recurso à adubação verde, que consiste na produção de uma cultura a fim de fertilizar o solo como leguminosas (feijão, ervilhas), gramíneas (aveia, cevada) e crucíferas (couve forrageira, mostarda);

. Utilização de culturas de cobertura que são semeadas quando o solo não está ocupado;

Solarização de culturas, que permite o aquecimento da camada superior do solo pela radiação solar, através de um filme de polietileno transparente com espessura variável entre 50-200 µm, eliminando alguns microrganismos patogénicos do solo;

. Biofumigação da produção, através da incorporação de matéria orgânica no solo, à profundidade de 20-30 cm, para que a decomposição desse material liberte substâncias voláteis responsáveis pela desinfeção dos solos;

. Proteção de culturas através da utilização de estufas (apenas quando necessário, devido aos gastos energéticos e utilizar sempre filmes plásticos biodegradáveis;

. Utilização de filmes de cobertura direta de culturas de plástico biodegradável;

. Mobilização superficial do solo, de forma a aumentar o arejamento, a humidade e a atividade microbiana do solo (a mobilização a maiores profundidades deverá ser evitada de forma a evitar o transporte de pedras e cascalho para a superfície);

. Prática de uma compostagem correta, de forma a garantir a segurança alimentar na aplicação do composto no solo;

. Inoculação de culturas com micorrizas, como o castanheiro, para ajudar na melhoria nutricional dos solos e ainda aumentar a área de absorção de nutrientes das plantas;

. Desbaste das plantas para que haja uma correta distância entre si;

. Controlo de infestantes através da adubação verde e compostos maturados, limpeza regular das bordaduras de forma manual e utilizando a monda biológica através da eliminação de infestantes por cabras e galinhas;

. Gestão correta da rega através do controlo do momento de rega, do volume necessário a aplicar às culturas, tendo em atenção a qualidade da água e aplicando o sistema mais adequado ao tipo de produção.

Todas estas técnicas e metodologias são aplicadas tendo sempre em conta o tipo de produtos cultivados, de forma a respeitar o solo, as culturas e o ambiente, garantindo a redução de desperdício de recursos e de gastos desnecessários e proporcionando produtos seguros, nutritivos e mais acessíveis aos consumidores.

Para a implementação de práticas sustentáveis é necessário o recurso a mão-de-obra, pelo que contribuem para a geração de oportunidades de emprego.

Referências:

Almeida, D. (2006). Manual de Culturas Hortícolas. Editorial Presença. Lisboa. Vol.1. ISBN: 9789722335515

Almeida, D. (2006). Manual de Culturas Hortícolas. Editorial Presença. Lisboa. Vol.2. ISBN: 9789722335683

Maynard, D. N. Hochmuth, G.J. (1997). Knott’s Handbook for Vegetable Growers, 4º Ed. John Wiley, 562

Add Your Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Top